Quarta-feira, 20 de Março de 2019
 
  BOLETIM FEPAR 06/2019

Caros paraquedistas paranaenses, segue nosso boletim FEPAR.

Por favor, leiam o texto escrito por DAN BC - 6 vezes campeão mundial, CO-FUNDADOR do Arizona Air Speed, Hall da Fama de 2014, etc., - traduzido ao português.

Bons saltos, ótimos pousos e mantenham-se SEGUROS!

 
     
     
 
Texto do Dan BC traduzido para português.
Amigos pqds brasileiros, por favor, leiam!!

É com grande tristeza que eu sinto a necessidade de relembrar problemas com a segurança no paraquedismo novamente. Há duas semanas atrás dois amigos me contaram que durante um salto eles olharam pra cima e os seus respectivos paraquedas não estavam funcionando corretamente, e no momento eles escutaram a minha voz dizendo:

“Desconecte essa merda agora!”, e eles desconectaram imediatamente. Ambos pousaram em segurança e fizeram posts brincando com a situação.

No último fim de semana eu tive outros dois amigos que viram seus paraquedas sem funcionar corretamente após a abertura. Um deles desconectou muito tarde, a outra nem chegou a desconectar.

Nós temos muita sorte de ter um desses amigos ainda entre nós. Sem posts engraçados dessa vez. Como isso é possível? Eu vou lhe dizer. Por favor, leia com atenção.

A maioria dos paraquedistas, provavelmente você, comete esses dois erros primeiro:

1. Subestima o risco em potencial envolvido em cada salto
2. Superestima a habilidade e a preparação para lidar com esse risco.

Entenda uma coisa; PARAQUEDISMO NÃO É UM ESPORTE SEGURO. É um esporte perigoso que pode ser praticado com segurança. E para fazê-lo com segurança você precisa esperar que cada coisa que pode dar errado vai dar errado em cada salto.

- Espere que alguma coisa esteja errada com seu equipamento quando você está checando ele;
- Espere que outros paraquedistas estejam perto de você durante a abertura;
- Espere que seus altímetros visual e sonoro não funcionem;
- Espere que seu pilotinho esteja muito apertado (hard pull);
- Espere uma pane;
- Espere que outros velames estejam voando na sua direção.

O quanto você ficaria atento ao seu redor se você soubesse que outros velames estão próximos a você durante a abertura?

Quão atento você estaria a altitude se você não tivesse nenhum tipo de altímetro?

O quão forte você puxaria o pilotinho na primeira tentativa se soubesse que ele estaria apertado demais (hard pull)?

Quanto você praticaria o procedimento de emergência se você soubesse que teria uma pane no próximo salto?

Muitos soldados das Forças Armadas Especiais Americanas e de outros países treinam em Skydive Perris. Eles são experts em preparação e risco. Todos eles praticam o procedimento de emergência todas as manhãs, por cerca de 10 minutos antes de saltar. E você? Você está mais preparado que eles? Eu seriamente duvido.

O time de paraquedismo da Red Bull são amigos próximos meus, eu os conheci quando ainda eram iniciantes no esporte. Eu me preocupo com eles, mas eu sei que eles entendem e aceitam o risco ainda maior do que fazem, e eles fazem tudo que podem para se preparar para isso. Você realmente compreende o risco? Você está preparado para ele? Realmente?

Estar preparado significa antecipar as emergências e ter feito as decisões emergenciais antes mesmo da emergência acontecer. Você precisa decidir AGORA que no momento que você comandar seu principal, olhar pra cima e não estiver 100% seguro que ele está bom, você vai desconectá-lo imediatamente.
Velames em pane geralmente vão ficando cada vez pior e fazer seu procedimento de emergência vai ficando mais difícil quanto mais tempo você está em uma pane de giro.

Espere uma pane, então você não será surpreendido. Ser surpreendido só vai atrasar ainda mais a sua resposta.

Respire fundo e calma e imediatamente execute seu PE.

Não apenas saiba seu PE, seja excelente nisso! O primeiro passo no PÉ é olhar para os seus punhos. Olhe primeiro! Quando você está debaixo de um velame, especialmente um velame em pane seus punhos não estarão no mesmo lugar de quando você está usando seu container no chão.

A maioria dos paraquedistas, provavelmente você, comete esses dois erros primeiro:

1. Subestima o risco em potencial envolvido em cada salto
2. Superestima a habilidade e a preparação para lidar com esse risco.

Venho até vocês com muito amor pela nossa comunidade e esporte, e uma grande frustração quando somos complacentes. Por favor compartilhem.

Mais sobre segurança:

https://skydiveperris.com/b/so-youre-a-baddass/
https://skydiveperris.com/b/the-question-to-ask-when-choos…/
https://skydiveperris.com/b/what-is-the-most-dangerous-way…/
https://skydiveperris.com/b/our-enemy-is-complacency/

RENOVAÇÃO PROFISSIONAL
REGULARIZAÇÃO PROFISSIONAL

1 – Realizar a transferência da anuidade CBPq (R$ 150,00).

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE PARAQUEDISMO
BANCO DO BRASIL – BANCO nº 001
CNPJ: 81.078.099/0001-46
AGÊNCIA: 1649-7
CONTA: 44357-3
VALOR: R$ 150,00

2 – Realizar o pagamento e regularização da FEPAR.
FEPAR - BANCO DO BRASIL nº 0001
FEDERAÇÃO PARANAENSE DE PARAQUEDISMO
CNPJ : 00.668.606/0001-08
AGÊNCIA: 0352-2
CONTA: 126711-6
VALOR: R$ 60,00

3 – Enviar para FEPAR@FEPAR.ORG.BR a documentação abaixo relacionada que será conferida e encaminhada a CBPq:

3.1 - Relatório de Atividade Profissional;
O Relatório deve ser preenchido em endereço da internet (https://www.cbpq.org.br/2018/aux_rel_ativ_prof.php) e na sequência deve ser impresso e assinado pelas três pessoas envolvidas (não usar assinatura digitalizada);

3.2 - Termo de consentimento para submissão a aplicação de toxicológico por parte da CBPq (a assinatura precisa ser reconhecida em cartório).
Endereço para baixar o arquivo do termo de consentimento: https://www.cbpq.org.br/site/download/i/cma/file/d1a6c149e7b19e6f65127843f5f94e9a-da4fb5c6e93e74d3df8527599fa62642.pdf

3.3 – Certificado do SIMPÓSIO DE SEGURANÇA
A apresentação deste documento (certificado) é recomendável e, embora não obste a regularização, dispensará a obrigatória apresentação em momento posterior.

4 - (SOMENTE para Piloto Tandem)
-Atestado médico de aptidão para a prática de paraquedismo ou CMA válido (Certificado Médico Aeronáutico - Classe 4);

5 – (SOMENTE PARA CLUBES/RTA) Todos os clubes devem apresentar o termo de responsabilidade correspondente ao cargo de RTA assinado com firma reconhecida, não será possível aceitar a regularização dos profissionais vinculados aos clubes que não enviarem;

RENOVAÇÃO ATLETA
REGULARIZAÇÃO ATLETA

1 – Realizar a transferência da anuidade CBPq (R$ 120,00).

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE PARAQUEDISMO
BANCO DO BRASIL – BANCO nº 001
CNPJ: 81.078.099/0001-46
AGÊNCIA: 1649-7
CONTA: 44357-3
VALOR: R$ 120,00

2 – Realizar o pagamento e regularização da FEPAR.
FEPAR - BANCO DO BRASIL nº 0001
FEDERAÇÃO PARANAENSE DE PARAQUEDISMO
CNPJ : 00.668.606/0001-08
AGÊNCIA: 0352-2
CONTA: 126711-6
VALOR: R$ 60,00

3 – Entrar no site www.fepar.org.br
3.1 – Na parte superior clicar em CADASTROS;
3.2 – Fazer o login com o número da sua CBPQ e a SENHA caso não tenha alterado será os 3 primeiros dígitos do seu CPF;
3.3 – RECADASTRO
3.4 – Atualizar os dados, ANEXAR OS COPROVANTES e ENVIAR.
 
     
       
  www.fepar.org.br
fepar@fepar.org.br
by Colere Design © 2020  

Você está recebendo este e-mail por ser cadastrado no site www.fepar.org.br.
Caso não queira mais receber este e-mail clique aqui.